Terapia faz parte – O desafio de lidar com o erro das crianças.

Como estamos lidando com os erros das crianças sendo que nós, adultos, também erramos?

Todos nós cometemos erros, seja enquanto crianças, adolescentes e até mesmo depois de adultos, mas como podemos lidar com isso? Será que devemos punir as crianças pelos seus erros, ou será que queremos fazer com que elas reflitam sobre suas atitudes e aprendam?

Hoje em dia as crianças são muito punidas pelos seus comportamentos, ou ficando de castigo, dizendo que seu comportamento é feio, ou até mesmo dizendo que irão apanhar, entre tantas outras frases que costumamos ouvir dos educadores, sejam eles seus pais ou não.

A partir disso precisamos refletir o quanto isso interfere na vida da criança que está em desenvolvimento, ou melhor, está em aprendizagem, onde tudo a sua volta é captado por ela, aprendido e reproduzido. Algumas dessas crianças podem acabar reproduzindo esses comportamentos no meio do qual fazem parte, seja em casa, na escola, com os colegas e até mesmo no seu futuro com sua família e filhos. Ou seja, a palavra dos adultos tem, na vida das crianças, um peso muito grande e significativo.

A partir dessa pequena reflexão, citamos algumas frases, para análise do peso dessas palavras:

  • Que coisa feia, você vai apanhar
  • Você é feio, olha só o que você fez
  • Você faz tudo errado

Agora prestem atenção nessas frases e reflitam no que chamamos:  “Educar com amor”:

 

  • Essa sua atitude não foi legal, como podemos fazer da próxima vez?
  • Esse seu comportamento me deixou triste, você acha legal o que acabou de fazer?
  • Isso que você fez não foi correto, o que você pode aprender com isso?

Com qual das frases citadas acima a criança irá aprender com seu erro, e assim pensar em uma outra forma de agir, e dessa vez, “corretamente”? E aí vem a pergunta: As crianças vão magicamente aprender as lições após essa frase? Possivelmente não, o que irá ser feito com essas frases e atitudes é educar para o futuro, onde com coerência, persistência e exemplos contínuos elas poderão aprender e assim realizar tal feito. Não existe mágica para nós seres humanos, todos nós erramos, mas podemos aprender com nossos erros, sendo explicados e ensinados. Precisamos educar nossas crianças com amor, onde não existe punição, mas sim ensinamento, dando a oportunidade para que reflitam sobres suas atitudes e comportamentos.

Letícia de Castro G. S. Pascoalin, Psicóloga Clínica e Hospitalar – CRP:06/146717 – Especializando em Desenvolvimento Infantil e Orientação para pais – Capacitação em Disciplina Positiva na clínica infantil e clinica psicológica com adolescentes.

Deixe seu comentário

Jaque de Bem Autor

Jaqueline de Bem é jornalista por paixão, idealista de coração e amante da verdade. Ajudar o mundo a se comunicar de forma positiva e verdadeira é a sua missão nessa terra.