Diário de Maria – Quem é Maria Luisa?

Fui batizada como Maria Luisa, uma junção dos nomes de minhas avós materna e paterna. Deste nome surgiram vários codinomes, uma diversidade que combina com a minha personalidade versátil e multifacetada.
Maria Luisa – diagnosticada com insuficiência renal crônica em 2018
Eu podia me apresentar como de costume, dizendo que tenho 25 anos e sou formada em enfermagem pela USP. Mas, eu acredito que essa definição talvez nos limite, porque parece pouco para o que realmente somos. Então, permita que eu me apresente:
Sou a Maria Luisa, apaixonada por escrever, dançar sem coreografia, pintar fora da linha, ouvir música alta, ver sol nascer, viajar sozinha, cantar, plantar girassóis, dentre tantas outras coisas.
Decidi me apresentar assim porque aprendi a viver de outra maneira depois que fui diagnosticada com insuficiência renal crônica em 2018.
Hoje em dia não tenho nenhum rim e faço hemodiálise três vezes na semana, 4 horas por sessão. A minha alimentação é regrada tanto quanto a ingestão de líquidos. Tanta coisa mudou na minha rotina que eu comecei a conhecer a pessoa que habitava aqui e que antes era só uma graduada almejando um bom emprego. 
Fui convidada a escrever sobre minha trajetória e me sinto lisonjeada em poder falar o que sinto. Principalmente porque nenhum diagnóstico nos define. Nem o nosso emprego, nem o nosso curso, nem as roupas que usamos. Nós somos os nossos sonhos e somos o que amamos.
Siga: Diário de Renal no Facebook e @diarioderenal no Instagram
Deixe seu comentário