O Forte Time de mulheres na edição de 29 anos do Festival Forró da Lua Cheia.

Acompanhando o cenário da música nacional e os pedidos do público em 2019 o Festival traz um line com nomes femininos poderosíssimos e tem uma vasta diversidade dentro desta forte participação de mulheres.

A mais recente confirmada foi a cantora Ekena que está desde 2010 no cenário da música autoral e ganhou o Brasil com o seu disco intitulado ‘Nó’, o álbum conta com 13 faixas autorais, que passeiam pelo folk e mpb.
A cantora Ekena traz uma experiência necessária sobre o universo feminino para o Palco Lago do Forró da Lua Cheia. A crítica especializada em shows classificou a experiência como um espetáculo musical que faz olhar para dentro e sorrir como um lindo ato de resistência, força e sororidade.

Outra banda de peso com uma vocal mulher a frente no palco e nas letras é a banda Carne Doce que traz para o Festival o show do seu último trabalho, o álbum “Tônus”, 3º melhor álbum do ano eleito pela Revista Rolling Stone. Salma Jô que é a compositora e vocalista da banda, conhecida por seu jeito de cantar esbravejado e colérico, agora experimenta algo novo e vai ainda mais profundo e complexo nos temas que acha necessário cantar e na apresentação hipnotizante.

Outro ponto alto da edição será a participação de Vivi Seixas que estará no palco como convidada do cantor Marcelo Nova, vocalista do Camisa de Venus e ex-parceiro de seu pai, Raul Seixas.

Elza Soares considerada pela BBC, como “a melhor cantora do milênio”, conhecida no mundo todo como “A Rainha do Samba” é sem dúvidas um ícone histórico e atual da luta contra o machismo e racismo. Com uma história de vida surpreendente e de superação sempre cantou quebrando paradigmas e sem medo de falar abertamente tudo que sente necessidade de falar de forma nua e cruaCom os últimos dois álbuns, “Deus é Mulher” e ” A mulher do Fim do Mundo”, Elza criou hinos e não deixou pedra sobre pedra, ela vem ao Festival convidada pelo coletivo de tambores e corpo de baile, Ilú Obá de Min, são 40 mãos Femininas que tocam tambores, trazendo ao palco a força da diversidade cultural e rítmica da dança e dos instrumentos de matrizes africanas e afro-brasileiras, criando um momento único juntando todo o poder de presença de Elza e das 40 mulheres do Bloco Ilú Obá de Min no palco.

Ainda haverá mais um expoente feminino da nova música brasileira dentre as futuras atrações que serão anunciadas completando este time de diversidade e representatividade! Para descobrir os próximos artistas acompanhe conosco as novidades do Festival! O 1º Lote do Festival estará disponível até o dia 07 de Abril através do site www.festivalforrodaluacheia.com.br e dos vendedores locais cadastrados no site.

Deixe seu comentário

Jaque de Bem Autor

Jaqueline de Bem é jornalista por paixão, idealista de coração e amante da verdade. Ajudar o mundo a se comunicar de forma positiva e verdadeira é a sua missão nessa terra.